O amor e o cuidado

Os tempos são duros e volta e meia surge a pergunta como evitar o pior. Penso que se os tempos são duros, é preciso amolece-los. Para tanto é preciso amor. Não o amor ao inimigo ou um amor pela paz, mas um amor que se generaliza sobre as coisas que importam. É preciso amar onde se vive, pois o amor leva ao cuidado e ao despertar da imobilidade diante da ameaça a aquilo que amamos.

O amor é necessário, mas sozinho é insuficiente. O amor precisa ser experienciado verdadeiramente, pois só este amor verdadeiro não se confunde com nenhum outro sentimento. A verdade do amor está em desejar congelar o tempo, tornar o instante a eternidade, de querer até a morte para que não haja nada menor do que aquele sentimento.

Quando se está inebriado do verdadeiro amor, cada gota de sangue, venha de onde venha é uma amostra e uma lembrança de vida. Uma vida nova ou vida ameaçada, conforme o contexto, mas uma vida a ser cuidada. O amor também também transforma a saudade satisfeita em êxtase. Só existe cuidado ao outro porque o amor transformou o instinto de sobrevivência em algo muito além do que um capricho genético.

O amor à terra é que faz querer defendê-la, cuidá-la. É por isso que os povos indígenas a defendem e não cedem à ganância, preferindo morrer a abandoná-la. Quando aprendermos a amar nossa terra, entenderemos a real dimensão de que não há luar como o do sertão. O sertão é a terra da saudade, a terra amada de cada um. Mas assim como os índios amam, nossa terra, nosso sertão só será amado quando ele for percebido como parte de nós. A terra não é nossa, mas parte constituinte de nós. A mera posse tem uma dimensão mercantil, ao passo que ver algo parte de “nós” acende a dimensão essencial daquilo que não deve ser reificado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s